70 idosos isolados sinalizados em Fafe

70 idosos isolados sinalizados em Fafe
Militares do sub-destacamento da GNR percorreram o concelho e procederam à identificação

No âmbito da acção Censos Sénior 2017, levada a cabo a nível nacional pela GNR, em Fafe os militares do sub-destacamento local estiveram cerca de um mês a palmilhar o terreno e a identificar casos passíveis de serem comunicados às entidades de apoio social competentes. Nas 25 freguesias do concelho de Fafe a GNR sinalizou cerca de 70 idosos que vivem em situação de isolamento e a merecer atenção redobrada, não só dos próprios militares que terão a preocupação de patrulhar as zonas mais amiúde como das respostas de apoio social. Uma grande franja destes 70 casos está localizada nas freguesias a norte do concelho de Fafe, mais despovoadas. Durante esta acção foram ainda detectados casos de pessoas que, não sendo idosas, vivem em condições muito deploráveis, que também serão alvo de maior atenção. No que concerne ao registo que já existia a GNR de Fafe verificou que 25 pessoas que estavam sinalizadas já faleceram. “O balanço do trabalho efectuado é muito positivo mas vamos tentar agora, durante o ano, dar continuidade a este serviço de proximidade com quem mais precisa”, disse, ao NF, o Tenente Ivo Morais, comandante do Sub-Destacamento de Fafe da GNR.

 

Mais de 28 mil vivem sozinhos no país

 

A nível nacional, os números divulgados pela GNR são avassaladores. Foram identificados 45516 idosos, mais 2194 que no último ano. Destes, 28.279 estão a viver sozinhos, mais de metade do total da população idosa sinalizada. Em 2016 viviam sozinhos 26 mil idosos. Além dos idosos a viverem sozinhos, a GNR registou também mais de cinco mil situações de isolamento. Este estudo revelou ainda que 3521 idosos não só vivem sozinhos, como estão também isolados do resto da população.

 

Prevenção para burlas

 

A acção da GNR em Fafe incidiu, também, com a sensibilização para a entrada em circulação da nova nota de 50 euros. Com o objectivo de precaver para eventuais casos de burla, usuais nestas alturas especialmente junto dos idosos, os militares realizaram acções de sensibilização. Para isso contaram com a ajuda dos párocos e de alguns presidentes de Junta de Freguesia. Durante esta acção foi notório o desconhecimento que a população tinha em relação à entrada da nova nota. cação

Pub.

2017 ©NOTÍCIAS DE FAFE ® - Todos os direitos reservados