"Sinto-me mais preparado do que há quatro anos"

Foto: Rodrigo Gonçalves Jr.
Antero Barbosa é o rosto da candidatura independente à Câmara de Fafe, pelo Movimento Fafe Sempre. Uma candidatura que está confiante que sairá vitoriosa no desejo de governar este concelho para o qual definiu como estratégia a aposta nas pessoas e na sua educação, e um maior apoio às empresas.
Fruto da experiência que os últimos quatro anos lhe conferiram no mundo empresarial, e do trabalho no terreno em que tem calcorreado o concelho, Antero Barbosa diz que que apresenta a estas eleições mais preparado do que há quatro anos, com o desejo de colocar em prática um conjunto de medidas com impacto directo da satisfação e qualidade de vida das pessoas Em entrevista ao Notícias de Fafe, adopta um discurso crítico em relação a Raul Cunha, que entende ser o seu real adversário nestas eleições. “Sem desprimor por nenhum dos outros candidatos, aquilo que está no terreno é a minha eleição ou do Dr. Raul”, diz ao Notícias de Fafe. Não antecipa cenários, mas admite que “ninguém de bom senso dirá que tem possibilidade de uma maioria” E é a Raul Cunha que dirige as principais críticas, nesta entrevista, em que o acusa de ser o causador do problema que surgiu em torno do PS. “Criou a regra ao dizer que se os militantes não votassem no Dr. Pompeu, não seria recandidato”. O que era esperado era que cumprisse a palavra. Em vez de ir buscar apoio a Lisboa…”, afirma. Situação que entende que fragilizou o actual presidente de Câmara. “Eu nunca aceitaria essa postura”, diz. “Hei-de ter aqui uma vitória pessoal na conquista da Câmara, pelo processo difícil, pela luta, pela afirmação das minhas ideias, dá-nos outro conforto…” O cenário que levou a que avançasse com uma candidatura independente, depois de ter sido preterido por Lisboa, mas ainda assim Antero Barbosa diz que a maioria socialista está em torno da sua candidatura. Afirma estar 100% disponível para ser presidente da Câmara, revelando os principais projectos que quer colocar em prática no mandato que idealiza, em que diz que “há muito a fazer”… Para ler na íntegra na edição desta semana.

Pub.

2017 ©NOTÍCIAS DE FAFE ® - Todos os direitos reservados